Criptografia criptografia04.gif


A diferenciação da criptografia com a esteganografia é que a primeira tem o recurso de proteger arquivos utilizando senhas (além de codificá-lo), tornando-o “ilegível” para qualquer que não saiba decifrá-lo. Por exemplo, a palavra “maçã” poderia aparecer como “F#$S%$SF$%@” para quem tentasse ler.
A diferença básica entre proteger um arquivo só com senha e criptografá-lo é que a criptografia torna o arquivo mais protegido contra “ataques de força bruta”, onde um programa tenta várias e várias combinações possíveis de caracteres até encontrar a senha correta. Basta saber que, pelas projeções, um computador comum levaria em torno de 100.000 anos para conseguir descriptografar um arquivo, mesmo usando uma chave já obsoleta de 64 bits. Soluções mais avançadas de criptografia são caras e pouco acessíveis a usuários comuns. É interessante usar o
“TrueCrypt, software 100% OpenSource (ou seja, de uso livre, pode ser instalado em qualquer máquina, sem necessidade de comprar licenças de uso) que roda em Windows, Linux e Mac, e é cheio de recursos, além de ser leve e fácil de utilizar, por possuir uma interface gráfica, e toda uma documentação farta disponível